Personagens sem Objetivos!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Personagens sem Objetivos!

Mensagem  rhodesbauer em Qui Abr 09, 2015 5:07 pm

Originalmente postado em nosso fórum, fica aqui também.

Em minha experiência como narrador de RPG, já passei por diferentes sistemas e ambientações. Dos ‘block busters’ aos criados para atender demandas específicas e hypes de momento.
Alguns dos cenários, principalmente os mais políticos, um problema é recorrente. A falta de objetivos pessoais dos personagens.
No começo, quando um jogador migra de um jogo mais básico, como de tabuleiros por exemplo, que missões são fornecidas e a aventura termina com o cumprimento da missão, é compreensível que haja um período de adaptação, aonde o jogador percebe que se ele não tomar a iniciativa, a campanha fica devagar e sem propósitos…
Quando um personagem chega em uma campanha sem objetivos ditados pelo narrador, é frequente perguntas como “E ai? O que vai fazer? Para aonde vai?”, e é nessa hora que fica evidente que os jogadores estão colocando seus personagens como meros figurantes de uma história em que eles não fazem diferença.
Como mudar isso?
Alguns cenários estimulam já na criação do personagem a definir um ‘norte’, uma ‘direção’ que o personagem vai seguir. Isso deve estar condizente com características selecionadas na criação do personagem; no D&D temos o alinhamento, no velho Mundo das Trevas temos Natureza e Comportamento, etc.  Ao selecionar essas características, cabe ao narrador perceber se o jogador está selecionando essas características ‘mecanicamente’ ou se ele está de fato refletindo sobre o significado daquilo; No caso mecânico, é importante o Narrador interromper o processo já naquele ponto e informar o jogador que se ele não criar um objetivo e fazer o personagem buscar isso, vai virar mero coadjuvante jogando dados e seguindo a história dos outros; É importante porque essa situação pode estar sendo causada por falta de conhecimento do jogador sobre o cenário ou sobre as capacidades do personagem.
Outra forma de identificar quando um jogador não está pensando em objetivos para seu personagem, é analisar se o mesmo está explicando vantagens e desvantagens individualmente ou se está construindo algum tipo de ligação entre essas características, construindo assim um background ‘utilizável’.


Uma fórmula que o narrador pode usar para, talvez, auxiliar seus jogadores nessa parte é fazer 2(3) perguntas:


Qual a opinião de seu personagem sobre a sociedade / comunidade em que ele está inserido?

Responder essa pergunta vai possibilitar ao narrador identificar aonde falha o conhecimento do jogador sobre o cenário e também vai possibilitar identificar se as características comportamentais selecionadas são condizentes com a visão do personagem;


Você está satisfeito com o nível de poder / influência que seu personagem tem? Porquê?

Responder a essas duas perguntas vai fazer o jogador refletir sobre as intenções do personagem. Se o jogador estiver satisfeito, é provável que o que ele irá fazer o personagem buscar não é poder, mas algo além. Se ele não estiver satisfeito, é possível que a busca do personagem será por poder. E se esse for o objetivo, poder, é importante definir se o personagem / jogador entendem o que é poder no cenário do jogo e quais as personalidades que controlam esse poder.



Duas perguntas que irão auxiliar narrador e jogador a definir um personagem mais profundo, com maior envolvimento com o cenário e objetivos diferentes do que é ‘jogado’ na frente dele(s).
Tem opinião diferente? Tem método diferente? Deixe-nos saber nos comentários.
avatar
rhodesbauer
Líder Supremo
Líder Supremo

Mensagens : 1004
Data de inscrição : 20/03/2015
Idade : 35
Localização : Curitiba, PR

http://www.bauer.net.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum